quarta-feira, 7 de dezembro de 2011

Oportunidade de Honrar e Agradecer.

Depois de tudo o que passamos, nada mais justo do que agradecer e honrar a Deus por tudo que ele fez e proveu este ano para mim e minha família.
Foram meses de diagnóstico, semanas de tratamento e anos de experiência e propósito adicionados em nossas vidas – sempre para que o nome Dele seja exaltado.
Para aqueles de puderem e quiserem compartilhar desta vitória conosco ao vivo, podem via até o culto abaixo – onde terei a oportunidade de contar meu testemunho e o muito que Deus providenciou por si e por todos que também o fizeram a partir Dele.
O culto acontecerá na Primeira Igreja Batista de Jardim Camburi, às 20h do dia 11/12/2011. A igreja fica localizada na Rua Italina Pereira Motta, 500, Jardim Camburi - Vitória-ES , ao lado do shopping Plaza – www.pibjc.org.
Conto com a presença de todos para honrar ao Criador com mais esta grande bênção.

sábado, 5 de novembro de 2011

Primeiro check-up pós tratamento.


Já se foram 110 dias desde o último resultado de PET, chegando o momento da primeira bateria de exames de controle. O objetivo destes exames é acompanhar o corpo depois do tratamento, procurando sinais de que o câncer estaria de volta.

Conforme orientação dos médicos de São Paulo e acompanhamento da médica do Vitória, fiz uma tomografia de pescoço, tórax completo e pelves incluindo contraste. Apesar daqueles preparos inconvenientes, o exame correu bem, bastando agora aguardar pelo resultados dele e dos exames de sangue que foram feitos no mesmo dia.

Os exames de sangue estavam normais mas a tomografia apresentou algumas dúvidas. Também como previsto, caso aparecesse alguma dúvida, fui a São Paulo me submeter a um novo PETScan para uma avaliação mais completa.

A expectativa foi grande até o resultado, especialmente porque cometi um erro que peço que evitem: nunca tentem interpretar um exame de sangue ou imagem com a ajuda da internet. Se fosse partidário da teoria da conspiração, diria que os sites de buscas são financiados por hospitais ou centros de pesquisa – pois sempre eram mostrados os piores resultados possíveis, nunca sendo visto uma frase clássica: procure seu médico para melhor investigar. Inclusive esta dica vale também para outros assuntos pois a internet é como um grande muro branco, onde existem informações úteis e corretas mas também devaneios e maluquices de quem precisa apenas aparecer em algum muro.

O resultado do PET foi idêntico ao último, ou seja, Graças a Deus permaneço com o diagnóstico de negativo para melanoma para a honra e glória de Deus!

Hora de voltar a vida ao normal pois foram semanas de bastante ansiedade mas, apesar disto, sentia-me preparado caso fosse necessário encarar tratamentos de novo – algo inexplicável até para mim – explicável apenas para o propósito de Deus.

Obrigado pelas orações e torcidas de todos! Vocês fazem parte de nossa família!

Próxima bateria de exames está prevista para dezembro próximo. Até lá!

domingo, 17 de julho de 2011

Resultado do PET: Confirmação de Fidelidade


Posso dizer que este é um dos melhores momentos de minha vida! Não havia conseguido sair do hospital tão tranquilo após uma consulta com resultado de exame pois, a consulta anterior com o resultado do PET foi acompanhada de mais duas semanas de BioQT. Para esta última, não poderia eu ter resultado melhor: confirmação de captação zero – sem presença de tumores.

Cheguei ao hospital acompanhado de minha irmã já com o coração acelerado, ansioso pela definição dos próximos passos. Ao entrar na sala onde são obtidos os resultados de exames, passei os onze minutos e trinta e dois segundos mais longos da minha vida, a espera da entrega do envelope. Minha irmã aguardou ao lado de fora também impaciente, afinal, quem poderia ter paciência neste momento? Já trêmulo ao pegar o envelope, fomos direto a uma das recepções internas para ver e resultado e, para nossa enorme alegria, foi confirmado o resultado do PET anterior, isto é, não foram captados tumores. Choramos muito de alegria e oramos juntos antes de distribuir a notícia a nossa família. Todos que receberam a notícia a partir dali respiravam fundo, como um grande alívio de tantos momentos de incertezas, angustias e tensões.

Mesmo sem almoço – afinal o tempo foi embora depois da choradeira – fomos para a consulta para, enfim, ouvir a conclusão médica acompanhada dos próximos passos do tratamento/acompanhamento. Após meros noventa e sete minutos de atraso, fomos recebido pelo médico para apresentar os resultados dos exames de sangue e do exame recém pego. Semelhante as consultas anteriores, foram longos momentos onde fui completamente examinado, todas as muitas folhas do PET foram revisadas cuidadosamente até ouvir o médico falar. Antes ainda dele  iniciar sua fala, utilizou uma calculadora onde meus joelhos tremeram – pois é neste mesmo aparelho que são calculadas as doses de medicação – afinal o que estava por vir?

As palavras do médico não poderiam ser melhores:
·      Nenhum nódulo ou gânglio alterado foi detectado, descartando assim a necessidade de cirurgia;
·      Nenhuma zona de captação foi detectada, provando assim que nenhum tumor foi encontrado;
·      Devido ao excelente resultado, o acompanhamento poderá ser realizado em minha cidade, sem os custos de PET e consultas.

Não poderíamos estar mais radiantes com estas notícias!

Represento hoje um grupo menor de 0,1% dos pacientes em tratamento de melanoma no mundo que consegue, a partir do EC V, obter resposta completa em apenas dois ciclos de quimioterapia. Para Deus não existem estatísticas e sim propósitos! Entregue você também a vida a Jesus e desfrute das alegrias e propósitos de ser filho de Deus, para isto, aceite Jesus como seu único e suficiente Salvador e Senhor.

Louvo muito a Deus porque, até chegar aqui, antes conhecia mas agora aprendi algumas lições importantes:
·      Deus é o Senhor do Impossível pois a resposta para o meu caso era classificada como improvável pelas estatísticas;
·      A fé é uma das mais poderosas medicações que um paciente enfermo pode ter, sem custo, sem contraindicação e sem efeitos colaterais negativos;
·      A família faz a diferença nos momentos de consultas, exames e tratamento. Sinto-me muito feliz por sentir que minha família hoje está mais unida;
·      Os amigos deram a força tão importante, desde uma oração ou telefonema, até sentir e compartilhar dos momentos de incerteza e dor.

Tive problemas de percurso com “homens” durante o caminho mas, em Deus, sou hoje vencedor, para a honra e glória d’Ele.

Quanto aos próximos passos, terei de realizar tomografias trimestrais para acompanhamento e, caso apareça algo alterado, volto a São Paulo para retomar o tratamento.

Obrigado a você por ter acompanhado e participado de minha vida até aqui mas a história ainda não acabou. Quero dizer a todos como Deus e o “Eu” podem enfrentar e vencer gigantes que aparentam ser indestrutíveis.

Postarei aqui os novos momentos de cada resultado e, como o próprio título de blog diz, a continuidade do propósito de Deus para mim e minha família.

Deus o abençoe!

domingo, 26 de junho de 2011

Mais um PETScan batendo a porta.


Quantas coisas já compartilhamos aqui. Milagres, informações, esperas, broncas, esperas, dúvidas, esperas, alegrias e mais esperas! Não é necessário esperar tanto mais pois o próximo PET está chegando.

Dentro de quarenta e oito horas terei concluído mais esta etapa do meu tratamento. Agendado para a próxima terça-feira está o PETScan em São Paulo com um grande objetivo: mostrar-nos a quantas anda o Propósito de Deus e seu pequeno acessório (o câncer). O que espero? A Vontade de Deus. O que espero ter? Serenidade e muita, mais muita fé para continuar no caminho de Deus, independente do resultado que vai chegar. E este resultado será uma boa prova de paciência para nós pois será apenas revelado quatorze dias depois do exame, já que a consulta de retorno onde vejo e resultado e converso com o médico ocorrerá apenas no dia doze do próximo mês.

Desta vez terei a companhia de minha mãezinha querida - que junto com minha irmã e minha esposa - formaram o melhor tripé de apoio que alguém poderia sonhar. Posso dizer seguramente que são as mulheres da minha vida, e ainda afirmo que nunca consegui fazer o papel de melhor filho, irmão ou marido mas vocês sim. Mesmo passando por tantas tempestades, não faltaram os desabafos em casa - mesmo minha esposa grávida do nosso filhote - não faltaram as muitas comprinhas e visitas da mamãe para cuidar do "neném" dela e as quase infalíveis ligações da minha assessora preferida. Vocês são uma das maiores provas que Deus preparou tudo em volta de mim para passar por isto e vencer, para a Glória Dele. Tirando a frase padrão do Garfield (um presente perfeito. Eu!), sei que Deus trará a melhor das recompensas por tudo que vocês estão fazendo e não apenas a vocês, mas sim a todos e todas que participaram ativamente deste Propósito. Oro a Deus para que recebam as benções de Deus de caminhão, avião ou navio, pelo grande volume!

Continuem orando eu peço porque poucas páginas foram escritas até agora. Além de me manter firme e curado, peço que solicite a Deus um direcionamento para nós. Ele não se daria ao trabalho de envolver-nos neste Propósito por algo pequeno mas sim para gerar mudanças, alcançar mais pessoas e atingir assim até os confins da Terra com sua Presença e Palavra.

Logo retorno com novidades pós exame. Não deixe de enviar seus comentários pois são um importante combustível para os momentos de reflexão. Deus abençoe a todos nós neste finalzinho de junho e neste semestre que está começando.

sexta-feira, 20 de maio de 2011

Quarta semana de tratamento.

Com grande alívio que começo a escrever sobre esta que, se Deus quiser, foi a última semana de bio-quimioterapia. Desde o dia que recebi a notícia sobre a necessidade de consolidação com duas novas semanas de tratamento, era este dia que eu queria que chegasse. Glórias a Deus por isto.

Esta última semana não tinha muitos motivos para surpresas mas não passou em branco em relação a novidades. A medicação de para tratar as intercorrências estava disponível e, mesmo com ela, cheguei novamente até a quinta dose de Interleucina.

O corpo já está em um estágio saturado e, desta vez, foram os rins que provocaram a interrupção do tratamento. Após a última dose, minha diurese foi completamente interrompida por praticamente dois dias, ou seja, nada de eliminar aquele grande volume de líquidos admitidos pelas medicações. Quando a diurese é interrompida por tanto tempo, o risco de danos irreversíveis nos rins é grande – motivando assim a interrupção do tratamento.

Ocorreram também outras intercorrências como vômitos constantes e diarréias intermináveis. Semelhante a segunda semana, foi necessária a combinação de cinco medicamentos apenas para tratar o estômago – fora que o estoque de saquinhos da enjôo foi esgotado.

Engraçado como algumas coisas são colocadas em nosso caminho para afrontar-nos, certamente colocadas ali como provações ou tentações. Quando cheguei ao hospital notei que estava encostando um carro de uma funerária com um caixão vazio, certamente para recolher alguém que acabara de falecer. Em poucos minutos chegou outro também com as mesmas características. Pensei eu: Quantos faleceram hoje aqui? Nestes momentos que a fé precisa falar mais alto pois a carne (senso próprio) diria apenas: Muitos estão morrendo, corra daqui senão você será o próximo. Exagero? Não. Encarar um câncer com este tipo de tratamento sem Deus certamente deve ser algo de inumerável dificuldade.

Deus não concede nada a nós que não possamos suportar certo? Nestes momentos vejo como nos conhecemos pouco. Onde imaginaria suportar passar por isto tudo? E como permanecer digno após tantas bênçãos? Acredito que a diferença não está apenas em suportar mais sim suportar de cabeça erguida e com a fé renovada. Oro e espero que as mudanças trazidas para mim com estas experiências tragam grande e ricas bênçãos a todos, especialmente para você que me lê neste momento. Deus te ama tanto quanto me ama e, se Ele fez tudo isto por mim, também pode fazer isto e muito mais por você – bastando apenas que você queira e deixe ser amado.

Propósito desta vez? Fiquei em uma UTI diferente das anteriores e acredito ter levado algo de diferente para eles. Esta unidade tratava dos pacientes mais graves do hospital e estava com lotação esgotada. Imaginem pessoas em seus estágios mais críticos, ajuntadas em boxes com seus monitores de sinais vitais em constante alerta! Nada fácil de enfrentar mas deixei os sustos de lado para prosseguir com o propósito.

Dentro de uma semana estarei de volta ao dia-a-dia normal, plenamente recuperado. Os principais efeitos colaterais da medicação estão passando e, tirando o cansaço e descamação de pele, os demais estão em fase final.

O próximo passo agora é aguardar a realização do próximo PETScan, agendado para o dia vinte oito de junho. Uma semana depois dele terei a resultado para conhecer os próximos momentos e propósitos. Tenho confiança na confirmação do PET anterior mas não esqueço que Deus está no controle e sabe o que é melhor para mim.

Deus abençoe  a você e sua casa!

sábado, 14 de maio de 2011

Preparando para a quarta semana.

Falta só mais uma... Não deixo de repetir para mim mesmo nesta última semana, especialmente hoje, dia da internação. Quanto antes internar, antes estarei de volta!

Vejo o quanto eu e meus próximos passamos para chegar até aqui. Muitas viagens, consultas, exames, conversas, pesquisas, etc. Deus realmente Deu-nos o presente de chegar aqui com a certeza de que tudo está sob Seu absoluto controle.

Deixo hoje um abraço especial aos amigos e colegas de trabalho que seguraram com bravura os "rojões" do dia-a-dia enquanto estou ausente.

Deus abençoe mais esta semana aqui em Sampa e cuide de todos em casa também! 

segunda-feira, 9 de maio de 2011

Terceira semana de Bio-QT.

Retornei neste final de semana de São Paulo, vindo da terceira semana de bio quimioterapia - e que semana! Graças a Deus tudo correu bem apesar de algumas "surpresas".

Alcancei apenas quatro doses do medicamento até que fosse necessário o suprimento auxiliar para manter o corpo em funcionamento. Por que tão poucas? A principal medicação que tratava as intercorrências não estava disponível no hospital, resultando em uma semana, como dizem os médicos, "bem sintomática". Foram momentos bem difíceis pois parecia que sempre enfrentava o furacão de frente, sem alguns apoios que me ajudaram nas semanas anteriores. Não apenas os tremores mas a parada completa da diurese (sem eliminação de líquidos) assustaram bastante, sendo necessárias injeções na  barriga de anticoagulante para evitar eminentes tromboses. A cada dose de medicação, mesmo usando de morfina como paliativo, as reações e dores eram muitas mas, certamente, mais uma página do propósito foi escrita.

O que pensar quando seu coração base a mais de 150 por minuto durante duas horas? Apenas Deus é capaz de sustentar-nos em momentos onde o corpo não para de dizer: "Não sei o quando mais posso aguentar".

Mais uma surpresa era reservada para esta semana. Um dia após a quarta dose e com as funções retornando vagarosamente ao seu funcionamento, fui convidado a continuar com as infusões, com a alegação que estava disponível finalmente a tal medicação. Como estava lá, com cateter colocado e com este propósito, resolvi prosseguir. Para minha indignação, quando os tremores começaram e solicitei apoio da equipe da UTI, disseram que não havia a medicação. Resultado? Tudo de novo e, mesmo após duas generosas doses de morfina, foram longas duas horas e meia suportando fortes dores novamente.

Nada é por acaso lembra? Tive oportunidade de conversar com muitas pessoas de lá depois deste fato pois a polêmica tomou conta do local. Mesmo com novos pedidos de continuar e uma nova garantia de ter o medicamento na farmácia, decidi em conjunto com minha família ficar por ali e retornar para a próxima semana para prosseguir.

Deixo um agradecimento especial nesta semana a equipe de fisioterapia da UTI. São pessoas que me ajudaram não só na melhora respiratória mas também por terem trazido ânimo a momentos difíceis. Deus usou destas pessoas para que sua Glória mantivesse presente.

Estou me recuperando bem em casa, mesmo ainda precisando de alguns remédios para retornar as coisas ao normal. Deus preparou meus anjos aqui para cuidar de mim e dos meus nesta semana. O retorno a São Paulo está agendado para o próximo sábado.

Espero uma quarta semana intensa, visto que uma semana de descanso é pouco pelo tamanho do estrago das medicações. Sigo confiante em Deus e na confirmação do PET anterior!

A alegria de Deus é a nossa força, então, sejamos fortes e firmes pois aquele que é Fiel fará todo o restante. Deus abençoe a todos e sigamos com Cristo sempre!

sábado, 30 de abril de 2011

Esquentando as turbinas para mais uma semana.

Depois de grandes notícias para alívio de todos, está na hora de se preparar para uma nova semana. Exames e burocracias arranjadas resta o início de mais um ciclo. Cada ciclo é composto por duas semanas de medicação internado, alternadas com uma semana de descanso e um novo PETScan trinta dias depois da última alta médica. O mês de julho reservará a confirmação do PET realizado neste mês.

Os exames de sangue estão muito bons com quase todos os índices dentro de suas escalas de referência.

O coração fica apertado em ficar mais um tempo longe da família e de casa mas o propósito é maior. Meu remédio de pernas começa a abrir seus primeiros sorrisos e só promove alegrias do papai e mamãe corujas. Tenho certeza que Deus e seus anjos cuidarão deles da mesma forma que cuidarão de mim e meu pai lá em São Paulo.

Não pouparei palavras em contar a todos do hospital que estou lá para confirmar o quanto Deus é Grande, Fiel e Maravilhoso. Afinal, estatísticas servem para negócios e não para os filhos de Deus. Eu confio cem porcento em Deus e, agindo Ele, quem impedirá?

Que venha a Interleucina II, pois o propósito de Deus será cumprido até o final, seja ele quando Deus quiser. Estou tranquilo, pronto e ansioso para liquidar mais esta etapa!

Deus continue nos abençoando!

terça-feira, 19 de abril de 2011

Resultado do PETScan – Algo surpreendente.


Pela postagem anterior era possível mensurar o quanto estávamos ansiosos e esperançosos por este momento. Chegou a hora de saber o resultado daquelas difíceis duas semanas de tratamento.

Apesar de ter pego o resultado do exame cerca de uma hora antes da consulta, mantive o envelope fechado. Não queria que minha preocupação se disfarçasse com uma impressão leiga de um laudo técnico. Disfarcei a apreensão com uma frase cômica: Só abrir o envelope diante do médico pois, caso tenha um ataque do coração, ele já estará lá para me socorrer – em tom de brincadeira.

Ao entrar no consultório, a médica nos recepcionou com um sorriso, confirmando as dosagens de medicação alcançadas em cada semana, além de se mostrar satisfeita com o laudo do PET – consultado eletronicamente. Até ali pensava eu: Uma redução de captação do tumor ou o fato de não haverem novas metástases já significavam boas notícias.

Para a nossa grande surpresa, tivemos um resultado surpreendente: “Ausência completa de atividade metabólica”, isto é, o tumor não estava mais em processo constante de metástase além de não haver qualquer outro que estivesse fazendo aquilo – câncer não mais detectado. Choramos todos no consultório pois era algo desacreditado até mesmo pelos médicos. Falando neles, expressões como “nunca vi isto antes” e “isto é algo incomum” foram repetidas muitas vezes, acompanhada da tradicional perplexidade técnica diante de verdadeiros milagres realizados por Deus.

Este resultado é um milagre sim! Deus fez seu propósito se realizar diante daqueles que acreditam e que não acreditam. Acreditaram na cura da filha de um centurião? E sobre Lázaro? A Bíblia está recheada de casos que são “incomuns” ou “novos” para a humanidade. Neste Deus que acredito e testemunho – Fiel em fazer aquilo que precisa ser feito, dentro de um propósito, para que o conheçam e decidam seguir Seus passos.

Como forma de consolidar o tratamento, especialmente devido a este radical resultado, duas novas semanas de tratamento serão feitas no próximo mês e um novo PETScan será refeito trinta dias depois, para confirmar a negativa de melanoma.

Não citei cura em momento nenhum pois, para a medicina, o câncer melanoma não tem cura, apenas inatividade. Buscamos aqui a negativa de melanoma através do tratamento e acompanhamento sistemáticos. Importante mesmo é saber que para Deus existe cura para qualquer mal, mesmo que para os homens tenha nome de inativo, portador vivo, ou apenas negativo de ação metabólica.

Dentro de suas semanas iniciarei os ciclos e postarei aqui os próximos passos.

Obrigado a todos pelas orações, palavras de carinho e apoio. Como sabemos que muito pode a oração do justo, este comemoração também inclui vocês! Deus os abençoe ricamente e Deus seja louvado acima de tudo – a Ele toda honra, glória e louvor por todo sempre, amém.

Aguardando a consulta...

Hoje estamos no hospital, em São Paulo aguardando o resultado do PET da semana passada e os próximos passos do tratamento. A cada senha que e chamada bate forte a ansiedade de ser o nosso, A hora não passa e a nossa vez não chega.
Sou o primeiro paciente da tarde do meu médico, a recepção da oncologia clínica está lotada como sempre.
Hoje minha irmã Patrícia veio me acompanhando.

Espero ser atendido logo mas, diferente da consulta, quero que o propósito de Deus permaneça durante o resto de minha vida. Ele sabe o momento que estamos passando e, certamente, estará conosco.

quarta-feira, 13 de abril de 2011

PET realizado

Agora a fé precisa falar mais alto do que a ansiedade. Fiz o PETScan ontem com sucesso.

Claro que durante as duas horas que estive lá dentro muita coisa passa pela cabeça: o que foi feito, a medicação, a resistência, a conduta, a disciplina. Mesmo assim a tranquilidade é algo que reina hoje em meu coração - certamente vinda de Deus.

A certeza que o resultado será parte do propósito, assim como este blog, é algo confortante. Pensar que estou sendo penalizado ou vivendo alguma consequência é coisa que nunca passou pela minha cabeça. Acredito que Deus escolhe pessoas para cumprir determinadas missões, de acordo com os dons confiados a cada pessoa. Missão não é destino.

Que venha o resultado e, sendo ele qual for, que Deus seja glorificado. Tenho certeza ainda que meus amigos e irmãos permanecerão ao meu lado. Deus abençoe a todos!

domingo, 10 de abril de 2011

A expectativa do novo PET.


A hora está chegando. Já se passaram trinta dias da última alta e chegou o momento de ver como está a evolução/involução da doença e eficácia do tratamento.

Hoje estou bem tranquilo, mas sei que a ansiedade logo-logo baterá à porta. A expectativa de todos é grande pela cura pois, quando uma pessoa tem câncer, todos os amigos e familiares também são portadores. Muitas vezes vejo pessoas com medo deste resultado, até mais ansiosas que eu. Em momentos assim, vejo Deus colocando seus anjos, vestidos de seres humanos, para sustentar a mim e minha família em orações e apoio.

Vejo mais uma página do propósito desta enfermidade sendo escrita. A quantidade de pessoas que consegui alcançar com este assunto, tendo a oportunidade de falar de Jesus é grande! Para um pescador isto é um ótimo sinal!


Confesso que um dos maiores “remédios” que recebi é a chegada do meu filho. Hoje próximo a completar dois meses, ele nasceu uma semana antes da primeira semana de tratamento. Ele está ótimo, saudável, crescendo bastante e dando muito orgulho a seus pais de primeira viagem. Até nisto Deus foi perfeito conosco: se recebêssemos a notícia da doença antes da gestação dele, provavelmente ela seria adiada, se ele já estivesse maiorzinho, poderia senti falta do pai e entrar em porquês.  Além do neném, NADA em nossa vida faltou até aqui, incluindo a área emocional, afetiva, financeira, profissional, espiritual! Obrigado meus DEUS!

Tenho convicção da cura mas não sei como isto vai acontecer. Certo sim é que, pela minha vontade, todos os propósitos devem ocorrer antes disto senão para quê isto tudo?

Deixo registrado aqui um agradecimentos aos amigos que tem participado ativamente deste momento com minha família, seja orando, apoiando, cuidando do neném, visitando, ligando. Vocês são bênçãos de Deus em nossa vida!

Segunda semana de tratamento.


Apenas sete dias após a primeira alta, lá estávamos de novo para iniciar uma nova semana de tratamento que quase não se confirmou.  Minha taxa de fígado e imunidade ainda estavam muito alteradas devido a primeira semana mas, após consulta aos médicos, os níveis estavam aceitáveis para prosseguir.

A segunda internação não tinha tantas novidades até ali pois já conhecia as rotinas, algumas intercorrências, etc, mas isto mudou logo após o início das medicações. Como o corpo não estava completamente recuperado, as intercorrências vieram com mais força, inclusive com vômitos tão intensos e constantes, resultando em receber cinco tipos de medicação apenas para o estômago.

Foram seis doses nesta semana até ser interrompido novamente por baixa aguda de pressão arterial e saturação de oxigênio. Receber estes não vejo como problema mas sim, devido a eles, ficar na cama para tudo – alimentar, urinar, defecar, limpar.

Dois dias depois fui transferido para um quarto e a alta foi dada no dia seguinte. Fui para casa bem mas precisei de duas semanas para retornar minhas atividades normais, especialmente pela demora em ter forças novamente para o dia-a-dia.

Agora começava o primeiro período de descanso de trinta a quarenta e cinco dias para realizar um novo PETScan. Através dele nós teríamos os próximos passos:
-       Caso o tumor tenha estabilizado ou reduzido, o tratamento prossegue com mais duas semanas de aplicação desta medicação.
-       Caso o tumor não seja captado, o tratamento é interrompido e exames constantes são necessários para acompanhá-lo.
-       Caso tenha aumentado ou tenha feito metástases em outros órgãos, o tratamento é alterado, incluindo outros medicamentos para alcançar a eficiência não obtida com a interleucina apenas.

Primeira semana de tratamento.


Finalmente este dia chegou – vinte e um de fevereiro de 2011. Viajei a São Paulo no dia anterior para atender ao agendamento de estar no hospital bem cedo e, logo ao chegar uma sensação de medo do desconhecido começou, apesar de feliz pois finalmente iniciava ali o tratamento do melanoma. Este desconhecido tinha sua essência em realizar um tratamento com risco de morte, realizado em UTI e a baixa estatística médica de cura mas, como nossa vida é uma escrita única de Deus, deixemos as estatísticas para os médicos e afins.

Depois de liberado pelo setor de internação, seguimos (eu e meu pai) para a UTI um. Chegando lá, alguns de meus receios começaram a tomar forma, pois tudo aquilo que imaginava que poderia haver ou ocorrer em um ambiente de terapia intensiva era concreto na expressão dos outros 14 pacientes que ali haviam. Durante a chegada, graças a presença de mais um anjo, consegui um leito de isolamento, ou seja, teria um pouco mais de silêncio além de banheiro privativo.

Por que em UTI? O tratamento é pesado e leva o corpo humano ao limite. Limite leia-se próximo a morte mesmo. Um exemplo é o uso de oxigênio e noradrenalina para manter o corpo em funcionamento. Apesar de neste hospital nunca terem perdido um paciente, o tratamento em si tem registros de perdas de vidas, na falta do devido acompanhamento.

Logo ao chegar no leito, recebi a roupa hospitalar e me preparei para a colocação do catéter em veia central. Este procedimento é necessário pois as pequenas veias dos braços não resistiriam à grande quantidade de medicações sem romper. O catéter triplo foi colocado ao lado direito do tórax, na altura do coração. Depois dele vieram os eletrodos cardíacos, aparelho de pressão eletrônica e medidores de saturação de oxigênio. Estava pronto para a primeira dose da medicação.

A medicação consistia em altas doses do medicamento INTERLEUCINA II, injetadas pelo catéter em intervalos de oito horas. O limite de medicação para cada semana de tratamento é de quatorze doses, porém a maioria dos pacientes interrompem este processo devido as fortes intercorrências da medicação. Esta droga é um imunoterápico que, diferente dos quimioterápicos, possui efeitos colaterais mais fortes durante a aplicação que sessam gradativamente após a última dose.

Nesta primeira semana alcancei a nona dose até a interrupção do tratamento. Já fazia neste momento uso de noradrenalina e oxigênio constantemente. Meu corpo ficou inchado pelo excesso de medicações, acrescendo assim dez quilos de peso que fora eliminados nos 4 dias seguintes através da urina.

As intercorrências foram poucas, mas “marcantes”. Além dos  vômitos e diarreia, um tremor tomava conta do corpo cerca de trinta minutos após a medicação. A partir da terceira dose, os médicos descobriram uma combinação de medicamentos que reduziu muito, tornando assim o tratamento mais “suportável”.

Dois dia depois de interrompida a medicação, fui transferido para um quarto simples apenas para acompanhamento das taxas do fígado e rins. Dois dias depois disto, tive alta para retornar para casa.

Meu pai esteve ao meu lado todos os dias, durante o período de visitas da UTI. Mesmo sem muito a fazer ali, sentir a família próxima faz toda da diferença. Recebi também notícias de casa, esposa, filho, amigos – tudo é  incentivo para continuar!


quinta-feira, 17 de março de 2011

O Diagnóstico


Tudo começou dia 30/11/2010, período em que estava me recuperando de uma biópsia de um linfonodo inflamado na região inguinal direita. Por volta das 9h30, fui à internet verificar se o laudo da patologia já estava pronto e, para minha surpresa, lá estava o resultado com um susto disfarçado de impressão diagnóstica: “Neoplasia maligna indiferenciada metastática”.

Depois de respirar fundo, pesquisei sobre o assunto e descobri algumas coisas:
-       Neoplasia maligna = Câncer
-       Indiferenciada = Tipo de câncer não-determinado por esta amostra
-       Metastático = Fruto de outro tumor.

Esta foi a hora que o chão começa a sumir, pois o peso da doença crônica ressoa como uma curta e dolorosa sentença de morte e, para a maioria dos portadores, é um dos piores momentos. Apenas depois que o furacão do momento passa que descobri porque o chão sumiu – neste momento realmente saí do chão e fui colocado no colo do Criador.

Daí em diante começaram a busca por oncologistas de referência para entender o tamanho e real gravidade do caso e, como todo bom “IM”paciente, busquei cinco profissionais com apoio da minha família e amigos. Para a fase de diagnóstico acredito ser importante ouvir várias opiniões mas, para começar o tratamento, é necessário seguir apenas um médico.

Os primeiros profissionais pediram uma bateria de exames que, dentre eles, gostaria de destacar dois que foram decisivos no meu caso:
-       Imuno-histoquímica = exame patológico que detalhou meu tipo de câncer como melanoma.
-       PETScan = exame semelhante a uma tomografia, em que as imagens são geradas de acordo com a captação de um fluido radio-ativado envolto em glicose. Como os tumores precisam de muita energia, eles “comem” esta isca e são captados pelo exame e, com isso, foram descobertos dois tumores: um na região ilíaca direita e um menor na região inguinal esquerda,

Também realizei vários outros exames de sangue e imagem, mas sem nenhuma nova constatação. Importante neste momento é realizar todos os exames solicitados pois nenhum deles sozinho é completo em diagnóstico.

Depois da conclusão de melanoma EC IV (com tumores em regiões diferentes – não regionais) e com sítio primário desconhecido começaram as discussões sobre o tipo de tratamento mais adequado. Graças a Deus tive a benção de ter um anjo disfarçado de oncologista que me direcionou para um grande centro – São Paulo – para confirmar o diagnóstico e ter o melhor tratamento.

Como o direcionamento foi de Deus, até a ida para esta consulta tinha que ser preparada. Para nossa grande surpresa, a data para a consulta disponível já tinha até passagens providenciadas com vários dias de antecedência do primeiro resultado. Desempenho uma função que requer viagens e já tinha passagens compradas para a capital paulista com objetivo de participar de uma reunião pela manhã – sendo a consulta disponível a tarde. Deus quando te pega no colo, também te leva onde Ele quer que você vá.

Foram três consultas, dois exames de sangue e um novo PETScan feitos neste grande centro. Depois de todos os exames foi gerada uma dúvida no diagnóstico: o tumor do lado esquerdo teve uma captação muito baixa, ou seja, seria necessária uma nova biópsia. Lembrando que os linfonodos são profundos sendo necessária anestesia na coluna (RAC) e duas semanas de repouso.

Mal sabia eu, mas Deus já tinha um propósito para esta nova biópsia. Graças a ela, tive a chance de acompanhar o parto e a primeira semana de vida do meu filhão – lindo, saudável e a cara do pai – não podia receber injeção de ânimo maior.

Recebendo o resultado desta nova biópsia o diagnóstico se confirmou conforme anterior, restante agora apenas o tumor conhecido na região ilíaca, já que o linfonodo do lado esquerdo foi extraído.

Em casos onde a metástase de melanoma é confirmada, o tratamento cirúrgico não foi indicado para o meu caso, sendo necessário o tratamento sistêmico que tratará o corpo todo a base de medicamentos. Para a minha idade, estado físico e diagnóstico foi indicado um tratamento chamado bio-quimioterapia – também conhecido entre o meio de saúde como a bomba nuclear das quimioterapias. O tratamento é bem pesado e precisa ser iniciado o quanto antes com o grande risco de progressão da doença.

Detalharei o tratamento em outro post.

Introdução


Com grande alegria compartilho esta história com você, afinal você ou alguém próximo pode passar por algumas destas coisas e não precisar sofrer por certas situações.  Este relato é real e não teve seu fim ainda, afinal, TUDO em nossas vidas só finda quando o motivo pelo qual aquilo aconteceu se realiza ou quando negamos este propósito.

Antes de começar, queria passar uma frase que veio ao meu coração minutos após esta história começar: “Todas as coisas cooperam para o bem daqueles que amam a Deus e são chamados segundo o seu propósito.” Romanos 8:28.

Lembrando que este blog tem o objetivo de contar sobre este “propósito” e não favorecer nomes e empresas. Por isto, caso precise de alguma informação mais detalhada, terei prazer em responder-lhe por e-mail.